Seguidores

Um Pouco das Dondokas
Tecnologia do Blogger.

Dondokas on line.

Para Vocês!

sexta-feira, 3 de maio de 2013
Desde que, me tornei mãe eu exerço uma capacidade incrivel de auto conhecimento. Vou explicar melhor.
Gente, eu não me conhecia direito até que me tornei mãe, sério!
Não sabia que era capaz de passar os nove meses, super bem com um barrigão, e ainda me achando poderosa e especial;
Não sabia que era capaz de ficar noites sem dormir para amamentar, que tinham me falado que era a melhor coisa do mundo, só não tinham me dito que era difícil;
Não sabia que ia aprender a cozinhar papinhas, sopinhas e almoços; que deixaria a vida profissional de lado e ficaria em casa numa boa; sabia que era paciente, mas nem tanto!
Não sabia que organizar festa infantil é uma das coisas que eu amo; que conseguiria desfraldar as meninas sem me descabelar e que as reuniões da escola fosse um amassagiador do ego;
Tantas coisas que eu não sabia e fui conhecendo e me conhecendo. Aprendendo e compreendendo mais a minha mãe. Que a tecnologia pode ser usada sim na educação e recreação com nossos filhos, mas que é muito importante brincar no parque, dar atenção individual, fazer cócegas, dançar, correr e pular, amá-los, estar presente é muito mais importante.
De uma coisa eu sei: Que não consigo ver minha vida sem minhas filhas, que é o maior amor do mundo, que cada beijo e abraço que eu ganho delas é mais um ano de vida para o meu coração. Claro que como toda mãe, tenho meus momentos estéricos, brigo, grito, fico nervosa, mas aí tem o marido que ajuda, acalma e tem Deus me ilumina e assim sigo eu maternando.
E você aí, também curte maternar? Você acha que vai mudar ou mudour depois de ser mãe?
Passa lá no meu blog materno A Mamãe tá na Internet: http://maenainternet.blogspot.com.br/2013/05/mes-de-comemoracoes-e-sorteio.html
Aproveita que tem sorteio de aniversário do blog, o objetivo do blog é conhecer novas mamães e trocar experiencias. Te espero por lá também.

BOM FIM DE SEMANA.




1 comentários:

Andreia Cristina disse...

Cláudia! A gente muda mesmo! Descobrimos que somos mais fortes do que imaginávamos.

Também não me vejo sem o Pititico.

Beijo!